Arquivo da tag: médicos

101 municípios do RN já aderiram ao Programa “Mais Médicos”


Santo Antônio/RN não aparece na lista.

 
medicoO Ministério da Saúde divulgou a lista com os municípios inscritos no programa Mais Médicos em todo o Brasil. No Rio Grande do Norte, dos 167 municípios, 101 aderiram ao programa, o que equivale a 60% do total de prefeituras do Estado.
Na lista do Rio Grande do Norte, chama atenção a falta de registro de médicos em cidades como Mossoró, Pau dos Ferros, Parnamirim e Santo Antônio.
Até o exato momento a cidade de Santo Antônio/RN está de fora da lista com mais de 101 municípios escritos. De acordo com o cálculo do Ministério, o percentual dessas cidades apresentaram demanda e capacidade para terem 286 médicos atuando na atenção básica. O segundo mês de adesão terá início no dia 15 de agosto.

Juíz determina que médico transferido para Santo Antônio/RN retorne para Currais Novos/RN


Lançado por Rosalba, Plano de Enfrentamento quer transformar Hospital Regional de Santo Antônio em Centro de Referência
Hospital Regional Lindolfo Gomes Vidal (H.R.L.G.V)

O juiz Marcus Vinícius Pereira Júnior, da Comarca de Currais Novos, declarou a ilegalidade das transferências de três médicos (dois anestesiologista e uma obstetra) para hospitais localizados nos municípios de Acari e Santo Antônio, devendo os mesmos retornarem a exercer suas atividades no Hospital Regional de Currais Novos (HRCN).

Continuar lendo Juíz determina que médico transferido para Santo Antônio/RN retorne para Currais Novos/RN

Piso salarial dos médicos é reajustado


medicoO piso salarial dos médicos foi reajustado em 6,10%, passando para R$ 10.412 por 20 horas semanais de trabalho e vale para janeiro. A Federação Nacional dos Médicos (Fenam), entidade que faz o reajuste anualmente, disse que esse valor deve orientar as negociações coletivas dos sindicatos.

De acordo com a entidade, o piso nacional Fenam surgiu da revisão da Lei 3.999, de 1961, que estipulava um piso salarial para os médicos correspondente a três salários mínimos. Desde 1991 a categoria tenta derrubar essa lei, e desde 2008 o Projeto de Lei 3.734, que estabelece um piso de R$ 7 mil reais para 20 horas semanais, além de reajuste anual, tramita no congresso.

Apesar de a lei ainda não ter sido aprovada, a Fenam calcula anualmente o piso nacional dos médicos para ter um valor como referência nas discussões e reivindicações da categoria médica. Em nota, Geraldo Ferreira, presidente da Femam, citou Piauí, Tocantins e Espírito Santo como estados que avançaram rápido nas negociações salariais.